Está querendo discutir por horas a fio? Aqui pode ser o seu lugar!
  • 1
  • 71
  • 72
  • 73
  • 74
  • 75

 Bom Caráter
  •  8901 posts
  •  

    Avatar do usuário

    China adquire máquinas japonesas de fabricação de chips para entrar em fábricas de terceira geração
    A Intang Intelligent Controls assumiu a Pioneer Micro Technology e planeja enviar suas 5 máquinas de litografia para a China, em meio à esperança de que isso lhe permita 'projetar' um salto para a fabricação de chips de computador de ponta, o componente crítico que falta atualmente no continente

    “Se conseguirmos romper a barreira da máquina de litografia, será um pesadelo na Europa e nos Estados Unidos, quando o chip é tão comum quanto repolho!” O comentarista de tecnologia do Baidu.com, Shi Wan, proclamou.

    Recentemente, uma empresa chinesa, Intang Intelligent Controls, fez uma jogada decisiva para adquirir uma empresa de chips e deixá-la fabricar chips. Mesmo que a tecnologia não possa ser adquirida imediatamente, pode pelo menos economizar custos consideráveis. E, ao mesmo tempo, a empresa aprimorou sua tecnologia de fabricação por meio do aprendizado contínuo - por meio da engenharia reversa.

    Em 16 de outubro, a Intang Intelligent Controls adquiriu formalmente 100% das ações da empresa japonesa de chips Pioneer Micro Technology por meio de sua subsidiária. A Pioneer Micro Technology é agora uma empresa chinesa. É uma poderosa empresa de chips que projeta e fabrica produtos de circuito analógico e digital relacionados à conversão fotoelétrica e processamento de imagem. Mais importante, após a conclusão da aquisição, as cinco máquinas de litografia da empresa serão embaladas e enviadas para a China.

    O secretário da Intang Intelligent Controls confirmou oficialmente que as cinco máquinas de litografia da Pioneer Micro Technology já são ativos chineses.

    Indústria de chips da China planeja um ciclo fechado
    Atualmente, a Huawei tem a capacidade de projetar chips de 5 nm, mas nenhuma instalação de fabricação de chipsets (conhecidos como fabs). Após a guerra comercial sino-americana, a Huawei aprendeu que precisa controlar todos os elos da cadeia de suprimentos.

    A Pioneer Micro Technology tem fortes capacidades de design e produção de chips analógicos, o que economizará muito em pesquisa e desenvolvimento para as empresas chinesas, para que possam começar mais rapidamente. Obviamente, a faceta mais crítica é a patente em questão, que pode impulsionar com mais eficácia a indústria doméstica de chips.

    China deseja superar a tecnologia de chip de terceira geração
    A tecnologia de semicondutores agora atingiu uma terceira geração. O principal é a mudança de materiais. A terceira geração de tecnologia é representada por nitreto de gálio (GaN), carboneto de silício (SiC) e diamantes. A indústria ainda está presa na tecnologia de segunda geração baseada em arseneto de gálio. A terceira geração está apenas em um estágio experimental de pequena escala.

    A tecnologia de semicondutores de terceira geração é caracterizada por resistência de alta tensão, resistência de alta temperatura, resistência à radiação, forte condutividade e velocidades rápidas. Ele tem vantagens óbvias para estações base 5G, redes de energia, satélites espaciais, trilhos de alta velocidade e muito mais. E em muitos cenários, esses materiais também devem ser capazes de maximizar o desempenho, caso contrário, a tecnologia não pode ser usada sem eles.

    As máquinas Pioneer Micro Technology adquiridas desta vez possuem uma linha de produção de wafer de 6 polegadas. Após uma transformação, ela poderia produzir produtos semicondutores de SiC de terceira geração e, assim, acelerar a produção de chips semicondutores de terceira geração.

    O comentarista de tecnologia do Baidu, Shi Wan, escreveu: “Ao adotar a tecnologia de terceira geração, isso evita seguir cegamente os passos do Ocidente, quando estaríamos sempre restritos por outros. Alcance a 'ultrapassagem da curva!' Assim como a Huawei no 5G - pegou os Estados Unidos desprevenidos! ”

    Após a aquisição dessas máquinas do Japão, há planos de integração com outras tecnologias. Mas esses detalhes não foram revelados.

    A China agora espera atingir a meta de 70% de autossuficiência de chips até 2025. Isso poderia muito bem economizar uma grande soma.

    Enquanto isso, a China supostamente tem planos para conter o "caos" na indústria de chips. O NDRC disse que trabalhará com bancos e órgãos de financiamento para melhorar as avaliações sobre propostas envolvendo semicondutores - e responsabilizará os chefes por projetos arriscados que sofrem perdas, de acordo com o South China Morning Post.


    https://www.asiatimesfinancial.com/chin ... to-3g-fabs

     Bom Caráter
  •  8901 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Alibaba investe bilhões no desenvolvimento de chips
    Sua academia de pesquisa altamente conceituada estará por trás da iniciativa, enquanto a China tenta contornar a tecnologia dos EUA em meio a uma guerra de sanções


    (ATF) O Alibaba aumentará seu orçamento de pesquisa para incluir tecnologia de semicondutores de ponta, disse a gigante da Internet, acrescentando uma nova dimensão à guerra tecnológica entre a China e os EUA. A empresa sediada em Hangzhou, China, fez o anúncio em um comunicado que também revelou pela primeira vez quanto gasta em pesquisa e desenvolvimento.

    Em sua 2020 Global Investor Conference, o diretor financeiro do Alibaba Group Wu Wei disse que o Alibaba aumentaria seu orçamento para mais de 100 bilhões de yuans (US $ 15 bilhões) anualmente. Wu disse que a empresa está aumentando o investimento em tecnologia de ponta, incluindo a fabricação de semicondutores por meio de sua fundação de pesquisa Dharma Academy.

    A fabricação de semicondutores se tornou um pára-raios para os planejadores econômicos chineses depois que Washington começou a travar uma guerra contra as empresas de tecnologia do país, acusando-as de usar seus produtos para espionar cidadãos americanos.

    Sanções que impedem o uso de tecnologia patenteada norte-americana impediram empresas como a Huawei de usar os chips mais avançados em telefones celulares e outros dispositivos. Sem sua própria capacidade de fabricação de chips de ponta, a China está ansiosa para ver empresas locais se mudando para o mercado.

    Academia em crescimento
    Após anos de investimento contínuo, a Dharma Academy tem agora mais de 10 acadêmicos e mais de 20 professores universitários renomados. Sua pesquisa cobre inteligência artificial, computação quântica, tecnologia de chip, direção autônoma e outros campos de alta tecnologia. Ganhou mais de 60 inovações técnicas internacionais de ponta.

    A academia também incubou com sucesso a principal empresa doméstica de semicondutores Pingtou e lançou uma variedade de produtos, como o chip de desempenho de inferência AI Hanguang 800.

    A Blue Whale Finance informou que a integração de tecnologia e negócios se tornou a principal força motriz da evolução do Alibaba. Em 21 anos de atuação, o desenvolvimento de cada novo negócio e novo aplicativo conta com suporte técnico e criação.

    O Alibaba foi o primeiro a investir em pesquisa de computação em nuvem na China, 11 anos atrás, em um cenário de que a indústria da Internet não estava otimista sobre seu futuro.

    Os sistemas centrais do Alibaba foram todos executados na “nuvem pública” do Alibaba Cloud, que se tornou a base técnica dos sistemas operacionais comerciais da empresa. Com base nisso, seus módulos de negócios e recursos principais podem ser reorganizados, migrados e abertos diretamente na nuvem, resultando em melhorias contínuas, diz a empresa.

    Ao mesmo tempo, também afirma que o Alibaba Cloud ocupa o primeiro lugar no mundo em uma série de pontos fortes técnicos.

    O Alibaba mudou muito desde o início dos anos 2000, quando chegou perto da falência e era geralmente considerado uma cópia do Global Sources. Em seguida, criou o clone do eBay Taobao.com e foi se fortalecendo cada vez mais. O nome Alibaba, o rei dos ladrões, era irônico, mas também contém alguma verdade irônica.

    Com a destituição do CEO fundador Jack Ma, o Alibaba agora é administrado sob a orientação direta do Partido Comunista
    .

    https://www.asiatimesfinancial.com/alib ... evelopment

     Bom Caráter
  •  8901 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Empreendedores de fintechs brasileiras vão à China por “futuro do pagamentos”
    O país asiático é, com larga margem, a maior referência mundial em mobile payment

    A China entrou no radar de empreendedores e executivos brasileiros que desejam estudar novos modelos de negócios digitais, buscar investimentos ou identificar novas tecnologias para fazer suas operações crescerem. Só nos últimos 18 meses, a procura por vistos de negócios para a China teve alta de 22%, de acordo com a embaixada do país no Brasil.

    Entre os setores digitais que mais despertam o interesse de brasileiros está o de meio de pagamentos, uma vez que o país asiático é, com larga margem, a maior referência mundial em mobile payment.

    No país em que dinheiro de papel foi praticamente abolido, só em 2018 US$ 28 trilhões foram movimentados via pagamentos móveis, a maior parte deste montante transacionada por meio de QR codes, método comum no país.

    De acordo com o especialista em china e fundador da consultoria Inovasia Felipe Zmoginski, o QR Code está sendo substituído pelo pagamento via reconhecimento facial. “Cada vez mais lojas de varejo, vending machines e serviços públicos, como ônibus e metrôs, estão adotando o reconhecimento de rostos como validação de pagamentos”, explica Zmoginski

    O país também é referência em fintechs do tipo P2P, em que pessoas que não se conhecem emprestam dinheiro umas às outras, conectadas em plataformas de negociação. O mercado de seguros, microcrédito e de investimentos em bolsa também vive acelerada transformação no país, com forte adoção de ferramentas de inteligência artificial na operação de serviços financeiros digitais ao usuário.

    No início de dezembro, a cidade de Hangzhou, sede do conglomerado Alibaba, receberá a edição chinesa do famoso evento financeiro Money 20/20. Segundo Zmoginski, que foi head de marketing por 5 anos do gigante chinês de buscas Baidu e organiza um grupo de fintechs que visitará a China em dezembro, estudar o mercado local permite antecipar tendências que se consolidarão no Ocidente no futuro próximo.

    “É uma oportunidade de viajar para o futuro e descobrir quais modelos serão vencedores, além de fazer networking com investidores e futuros parceiros”, diz o especialista.


    https://revistapegn.globo.com/Noticias/ ... entos.html

     Bom Caráter
  •  8901 posts
  •  

    Avatar do usuário

    A quinta sessão plenária do Comitê Central do Partido Comunista elogiou as conquistas decisivas para garantir a vitória na construção de uma sociedade moderadamente próspera em todos os aspectos, disse um oficial na sexta-feira

     Puro Figo
  •  192 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Duro golpe nos torcedores Evergrandenses.

     Bom Caráter
  •  8901 posts
  •  

    Avatar do usuário

    China lança satélite equipado com conexão 6G

     Bom Caráter
  •  8901 posts
  •  

    Avatar do usuário

    China responderá por mais de 85% das conexões 5G no mundo em 2020, diz associação internacional de operadoras
    Shanghai, 17 nov (Xinhua) -- As conexões 5G na China devem chegar a 200 milhões até o final de 2020, respondendo por mais de 85% do total global, de acordo com uma análise recente da GSMA, uma associação internacional de operadoras móveis.

    A construção 5G em todo o mundo não foi muito afetada pela COVID-19 até agora, de acordo com Kevin Pang, chefe de engajamento estratégico da GSMA Grande China.

    Até setembro, 107 operadoras comercializavam redes 5G em 47 países e regiões. Espera-se que 149 operadoras comercializem redes 5G em 57 países e regiões até o final de 2020.

    Até o final de 2025, um total de 410 operadoras deve comercializar redes 5G em 123 países e regiões, disse Pang.

    Os países mais afetados pelo surto de COVID-19 são os Estados Unidos, França, Grã-Bretanha e Espanha, que viram um declínio geral de 5,5% no negócio móvel das operadoras, que teria crescido 3,8% em outro contexto, de acordo com a análise de Pang.

    Pang também destacou que o mercado de smartphones que mais cresce é a Ásia, que responde por sete dos 10 principais mercados de crescimento de smartphones. Os consumidores chineses compram mais de 30% dos smartphones em todo o mundo, enquanto 75% dos terminais inteligentes globais vêm do país.

    "Portanto, acreditamos que a cadeia industrial da China trará grandes mudanças para o desenvolvimento e inovação de smartphones", disse Pang.


    http://portuguese.xinhuanet.com/2020-11 ... 522405.htm


    China lidera o desenvolvimento mundial de 5G com 700 mil estações-base

    Beijing, 15 nov (Xinhua) -- A China construiu cerca de 700 mil estações-base 5G, mais que o dobro da instalação total no restante do mundo, mostraram os dados oficiais.

    O número de dispositivos terminais conectados à rede ultrapassou 180 milhões, pois a infraestrutura bem desenvolvida facilita mais aplicações baseadas em 5G, disse Liu Liehong, vice-ministro da Indústria e Informatização.

    Nos próximos três anos, espera-se que o país esteja na fase de introdução do desenvolvimento de 5G, e por isso é necessário fazer movimentos proativos na construção.

    A tecnologia 5G está desempenhando um papel importante, especialmente na estabilização do investimento, na promoção do consumo e na promoção de novos motores do desenvolvimento econômico.

    O desenvolvimento de rede 5G da China vem alcançando bons resultados. Nos primeiros 10 meses, as remessas de celulares 5G atingiram 124 milhões de unidades, com um total de 183 novos modelos chegando ao mercado.


    http://portuguese.xinhuanet.com/2020-11 ... 517860.htm
    • 1
    • 71
    • 72
    • 73
    • 74
    • 75

    MENSAGENS RECENTES

    Já era o titulo Tá sumido, gran[…]

    Chegou mais um hot wheels que estava a caminho[…]



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012