Está querendo discutir por horas a fio? Aqui pode ser o seu lugar!

 .Kiko.
  •  36462 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Maia rejeita apoio a chapa com Moro, "alguém de extrema-direita"
    09.11.20 11:23


    Rodrigo Maia disse à Folha ser “zero” a chance de apoiar alguma chapa presidencial com Sergio Moro em 2022.

    “Não posso apoiar uma chapa integrada por alguém de extrema-direita.”

    O presidente da Câmara afirmou também:

    “Moro já defendeu ideias e divide a parte do eleitorado de extrema-direita com Bolsonaro. Por isso ele cai nas pesquisas quando disputa com o presidente.”

    Para Maia, “bons candidatos” são Luciano Huck, João Doria, Luiz Henrique Mandetta e Hamilton Mourão.

    :lolsuper:

     FooFighters
  •  6216 posts
  •  

    O medo une os inimigos de Sergio Moro

    O medo de Sergio Moro ser candidato em 2022 une Jair Bolsonaro, Rodrigo Maia, Davi Alcolumbre, Lula, Ciro Gomes, Ciro Nogueira, Gilmar Mendes, Dias Toffoli e todas as suas adjacências. Os integrantes do partido anti-Lava Jato são os mesmos do partido anti-Moro, obviamente. Só o medo os une, assim como na poesia de Carlos Drummond de Andrade. Não é Congresso Internacional do Medo, mas nacional, brasileiríssimo.

    Esse medo aflorou com a notícia de que o ex-ministro da Justiça reuniu-se com o apresentador Luciano Huck, em Curitiba, para tratar sobre uma possível chapa para a próxima eleição presidencial. Depois de a notícia apavorante ser publicada pela Folha, Moro deu entrevista a O Globo. Disse que não havia decidido ser candidato, que a conversa com Luciano Huck foi para tratar de temas gerais e que há vários nomes que podem lançar-se como candidatura de centro (além dele próprio): o próprio Huck, João Doria, João Amoêdo, Luiz Henrique Mandetta — e Hamilton Mourão. Sim, o bolsonarismo conseguiu a proeza de transformar Mourão em centrista. O centro ideológico brasileiro é um centro espírita, a respeito do qual Doria acha que é muito cedo para falar em nomes de presidenciáveis. Compreende-se, a eleição municipal é na semana que vem, mas o candidato de Doria em São Paulo ainda não proferiu o seu nome na propaganda de televisão.

    Morrendo de medo, Rodrigo Maia, que namora e continua a namorar Huck, encrespou: “Não posso apoiar uma chapa integrada por alguém de extrema direita”. Pois é, o prócer do DEM, partido que Lula queria exterminar por representar a direita da direita quando o petista era presidente, acusou Moro de ser de extrema direita. O presidente da Câmara especializado em votações noturnas que transmutam alhos em bugalhos recorreu a uma batatada assada no forninho do PT. Moro é tão de extrema direita quanto Maia é físico nuclear. Basta ler os artigos que ele publica quinzenalmente na Crusoé. Basta ler os tuítes do ex-ministro. Extremista de direita não faz elogio fúnebre da juíza Ruth Ginsburg, ícone da esquerda americana. A fala de Maia serviu de recado a Huck, com quem almoçou hoje, no Rio de Janeiro, quase em caráter emergencial. E o apresentador, rapaz de convicções duradouras como um break comercial, captou a mensagem e saiu dizendo que a turma dele é a do presidente da Câmara.

    Maia deu a deixa e Ciro Gomes partiu para cima de retroescavadeira: “Moro vendeu a toga em troca de um cargo e é um cara da extrema direita. O Moro se veste como os fascistas italianos da década de 30. O Moro é fascista.” Salvo engano, Moro nunca apareceu vestido de Benito Mussolini, mas aparentemente Ciro não gosta de terno com camisas escuras, ainda que eventuais. Há de se reconhecer que tem bom gosto quanto a esse aspecto, mas a verdade para por aí — ou quem sabe num nó de gravata semi-Windsor, nem muito magro nem muito gordo.

    Do lado de Bolsonaro, o único a falar hoje contra Moro — até o momento — foi o ministro da Propaganda, Fábio Faria. Falar, não, escrever. Moço geralmente educado, ele mostrou que pode ser mais sauvage no ânimo beligerante do que a barba e cabelos longos meticulosamente malcuidados: “Não basta trair no governo, trair na saída, tem que continuar flertando com a traição. É um triplo mortal carpado”. Pelo jeito, bolsonaristas acham que divorciado tem de continuar fiel à ex, não importa a circunstância da separação.

    Gilmar Mendes e Dias Toffoli, por sua vez, nada disseram até agora sobre o noticiário de hoje, mas as diretas para o ex-ministro virão cedo ou tarde. O mesmo vale para Lula. Provavelmente, repetirão a balela de que Moro, como juiz, agiu como político, eis outras provas e toda aquela conversa mole de sempre.

    Um estrangeiro pode achar curioso que um ex-juiz sem cargo, mandato, dinheiro ou partido cause tanto medo em gente tão poderosa. Se um gringo me perguntasse o motivo, eu diria apenas que é porque o ex-juiz sem cargo, mandato, dinheiro ou partido tem votos. Votos de quem acredita, talvez piamente, que ele pode mudar o Brasil e fazer crescer flores amarelas e medrosas sobre os túmulos de toda essa gente. Não é preciso ser partidário de Moro para constatar o fato. É suficiente ser seu inimigo.

    https://www.oantagonista.com/brasil/o-m ... rgio-moro/

     Touro Mecânico
  •  11339 posts
  •  

    Avatar do usuário

    em 2011 ele cogitou ser candidato à presidência dentro de 10 anos :ohnoes:

     Bruceexx
  •  8456 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Se o Moro quiser se queimar, é a escolha certa. Huck é da turma coxinha do projac que vota no PSDB.
    Tonhão do fax escreveu: rodrigo maia falando e nada é a mesma coisa
    O cara que se baseia no FELIPE NETO pra criar lei, jesus..
    itchy escreveu: São 2 dos maiores canalhas da história do país.

    Entre eles e o Bolsonaro num segundo turno, faço até campanha pro 17.
    Quem diria :lol:

     Tonhão do fax
  •  36814 posts
  •  

    Avatar do usuário

    o legal do moro é que ele une PT, Centrão e Bolsonaro/PP

     frisson
  •  6165 posts
  •  

    Avatar do usuário

    ex-juiz + ex-apresentador do H

    essa chapa seria destruída pela burocracia politica BR caso chegasse ao poder

     .Kiko.
  •  36462 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Sergio Moro assume cargo de diretor em empresa de consultoria em SP

    Ex-ministro da Justiça de Bolsonaro foi anunciado neste domingo (29) como novo diretor da empresa de consultoria americana Alvarez & Marsal, escritório que atua como administradora judicial da Odebrecht, empreiteira investigada pela Lava Jato.


    https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/notic ... m-sp.ghtml

    :rimbuk:

     Rlim
  •  21667 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Eu acho que na hora 'h' o Hulk vai desistir de entrar na politica.

    Tal como fez em 2018.

     Touro Mecânico
  •  11339 posts
  •  

    Avatar do usuário

    .Kiko. escreveu:
    Sergio Moro assume cargo de diretor em empresa de consultoria em SP

    Ex-ministro da Justiça de Bolsonaro foi anunciado neste domingo (29) como novo diretor da empresa de consultoria americana Alvarez & Marsal, escritório que atua como administradora judicial da Odebrecht, empreiteira investigada pela Lava Jato.


    https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/notic ... m-sp.ghtml

    :rimbuk:
    Ué, mas o Moro não era um exemplo de moralidade? Parece que fez a gadaiada de trouxa. :lolsuper:

     Touro Mecânico
  •  11339 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Espero que o Maia articule a queda do Moro, um lixo a menos pra se preocupar.


     frisson
  •  6165 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Nhonho enxadrista 4D já esta cortando as asas do Moro

     .Kiko.
  •  36462 posts
  •  

    Avatar do usuário

    Fique rico, Sergio Moro
    Por Mario Sabino
    01.12.20 11:28



    No vídeo Assim não dá, Moro, Diogo Mainardi foi suficientemente irônico sobre o fato de políticos, advogados e jornalistas terem colocado mais uma vez em dúvida a honestidade de Sergio Moro, o imperdoável ex-juiz da Lava Jato, por ele ter aceitado o cargo de sócio-diretor numa empresa de consultoria que tem como um dos seus clientes a Odebrecht. Sergio Moro vai trabalhar na área de compliance e disse que não irá envolver-se em casos que impliquem conflito de interesses, como o da empresa mais atingida pela operação.

    A perseguição política a Sergio Moro é evidente. A presunção de inocência não vale para ele, só para quem é pego chafurdando na lama da corrupção. Trata-se de tentar convencer o distinto público de que o ex-juiz, potencial candidato à presidência da República, age sempre em interesse próprio: de que prendeu Lula et caterva porque queria eleger Jair Bolsonaro, ser ministro da Justiça e, em seguida, ministro do Supremo Tribunal Federal; de que já antecipava trabalhar com compliance para ganhar dinheiro em cima de empresas pegas pela Lava Jato. Só mesmo a ironia para dar conta da teoria conspiratória malandra.

    Esse pessoal não limites. Os detratores deste site e da Crusoé nos acusam de sermos uma espécie de braço armado da Lava Jato. É outra malandragem. Apoiamos a Lava Jato por termos a convicção de que é necessário limpar o país das safadezas cometidas por gente poderosa, assim como acreditam os cidadãos minimamente honestos. Convidamos Sergio Moro para ser colunista da revista pela razão óbvia de que se trata de personalidade revestida de interesse público, e ele gentilmente aceitou o nosso convite por gostar do jornalismo investigativo da Crusoé. Razão idêntica foi a do convite ao ex-procurador Carlos Fernando Lima. Cada um tem os colunistas que pode ou quer. Mesmo assim, os suspeitos de sempre insinuaram que Sergio Moro como colunista da Crusoé era sinal de ligações perigosas conosco e insinuaram que o ex-ministro da Justiça estaria burlando a quarentena prevista pela legislação para quem trabalhou no alto escalão do governo. Vão para o diabo.

    O meu ponto aqui vai além da perseguição político-malandra contra Sergio Moro. Como apontam vários leitores, a inveja que os suspeitos de sempre têm dele é igualmente gritante. O sujeito agora vai ganhar muito dinheiro, como é que pode? Já ganha como palestrante e vai ganhar como sócio de uma empresa de consultoria: inadmissível. Gente honesta tem de ser remediada, no máximo — inclusive porque fazer um bom dinheiro de maneira limpa mostra, por contraste, como corruptos são incompetentes para acumular riqueza de outra forma.

    A livre manifestação da inveja desse pessoal se baseia na convicção católica de que ter lucro é pecado — o exato contrário da ética protestante que ajudou a engendrar o espírito capitalista, como dissecou o alemão Max Weber num livro que deveria ser leitura obrigatória. Exemplifico: o ex-presidente Barack Obama é admirado nos Estados Unidos por ter embolsado dezenas de milhões de dólares com palestras e livros; o ex-juiz e ex-ministro Sergio Moro é vilipendiado no Brasil porque conseguiu bons empregos. Vão para o diabo outra vez.

    Não tenho procuração para defender Sergio Moro, de quem não sou amigo e a quem vi três vezes na vida, sempre na companhia de outros jornalistas. Não o acho imune a críticas. Ninguém é. Mas defendo o direito de ele ganhar muito dinheiro de forma transparente e fazendo o que sabe. Fique rico, Sergio Moro, e demonstre aos detratores e invejosos que a corrupção é um elogio que a esperteza faz à inépcia.
    .

     Touro Mecânico
  •  11339 posts
  •  

    Avatar do usuário

    "retorno espiritual" :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper: :lolsuper:

     Touro Mecânico
  •  11339 posts
  •  

    Avatar do usuário



     Touro Mecânico
  •  11339 posts
  •  

    Avatar do usuário

    MENSAGENS RECENTES

    https://twitter.com/arthurmoledoval/status/1368700[…]

    Pelo menos os contratos são curtos (1 ano d[…]

    Camisa pesadíssima que é a q[…]



    O melhor conteúdo: seguro, estável e de fácil manutenção, desde 2012